Buritis é uma cidade de personalidade: cresce e se desenvolve sem abrir mão de seus princípios e particularidades. O moderno e o histórico se unem nas ruas da cidade, com jeito de interior e ambição de metrópole. A ‘Rainha do Vale do Urucuia’, como é conhecida, cresceu e hoje é a cidade onde todos querem viver.

Participante da Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília – AMAB, por estar situada a 240 km de Brasília, capital nacional, Buritis – nome originado do coco de buriti, fruta típica e abundante da região – é carinhosamente chamada por seus moradores de ‘Rainha do Vale do Urucuia’, título que conquistou por ser um município rodeado de serras e está rodeada pelo Rio Urucuia. Buritis é uma cidade reconhecida literariamente por João Guimarães Rosa em o Grande Sertões Veredas, onde citou as “veredas”, áreas alagadas brejosas que havia no início da construção do município. Considerada uma das melhores cidades para se viver, a qualidade de vida, a diversificação das atividades econômicas permite que Buritis não sofre com problemas sazonais e de grande oscilação econômica.

A economia da cidade é movimentada principalmente pelo agronegócio, com polo em amplo crescimento e expansão. Buritis é reconhecida como quarta produtora de grãos do estado de Minas Gerais – MG. O município é beneficiado pela fertilidade do solo com produção de grãos, soja, feijão, arroz, milho, sorgo, leguminosas, seringueira (látex), banana, café, mandioca, laranja (citricultura), algodão, e outras variedades. A cidade gera grande interesse em empresas multinacionais devido à localização estratégica, próximo à capital e a grandes regiões de desenvolvimento.